Skip to Content

13 out
Publicado em: Lançamentos, Mercado

Após completar 25 anos, o Suzuki Vitara ganhou uma nova geração exibida durante o Salão de Paris no início desse mês.

Apesar da semelhança no nome e no visual, o novo Suzuki Vitara nada tem a ver com o conhecido Grand Vitara. Ele chegará para disputar o segmento de crossovers compactos, como o Chevrolet Tracker e o Ford EcoSport.

O novo modelo teve o visual renovado e as suas linhas retas são baseadas no protótipo iV-4 apresentado no último Salão de Frankfurt.

O estepe desaparece da traseira e as lanternas, que avançam sobre a tampa do porta-malas, são muito mais ousadas que as anteriores.

Novidade também na quantidade de personalização do carro. O proprietário poderá escolher a cor do teto diferente do tom da carroceria e interior com detalhes coloridos disponível em até quatro cores diferentes.

O novo Suzuki poderá vir com duas opções de motores ambas com 1.6L de 120 cv: o gasolina com torque de 15,0 kgfm ou o diesel com 32,6 kgfm.

O câmbio pode ser o manual de cinco marchas ou automático de seis para o motor a gasolina ou ainda o manual de seis marchas para o motor a diesel.

O sistema de tração integral ALLGRIP, o mesmo que equipa o SX4 S-Cross, será opcional mas a tração nas quatro rodas é de série em todos os modelos.

O motorista poderá escolher quatro modos de condução: Auto – que privilegia o conforto e a economia de combustível, Sport – que proporciona o máximo de tração para uma tocada mais esportiva, Neve – para superfícies com pouca aderência e Bloqueio – que transfere a tração da roda com menos contato com o solo para ajudar as que mais precisam de força.

Entre os itens de segurança, há piloto automático adaptativo (ACC), aviso de colisão frontal e sistema de frenagem autônoma.

O carro chegará ao mercado europeu no início do ano que vem e será fabricado na Hungria. Já no Brasil, é provável que chegue apenas em meados de 2016.

Fonte: internet.